Apertura da Exposição no Rio de Janeiro

No dia 29 de maio, depois de passarmos pelas cidades de Brasília,  Porto Alegre, Curitiba e Belo Horizonte,  inauguramos no Rio de Janeiro, no Arquivo Nacional, a última exposição do projeto  “Arpilleras da Resistência Política do Chile”, projeto este que contou com o apoio da Comissão de Anistia, do Ministério da Justiça , através  do edital  denominado “Marcas da Memória”.

No primeiro dia, tivemos uma grata surpresa , uma vez  que nossas expectativas não eram muito altas na medida em que tínhamos sido avisados de que o Arquivo Nacional , por estar em pleno centro da cidade, não recebia muitas visitas diárias.  Por isso, ao constatarmos que tivemos, neste primeiro dia,  aproximadamente 130 visitantes que vieram especialmente para a  Exposição, nos deixou a todos muito felizes. Devemos, no entanto, reconhecer e creditar este alto  número de visitantes à  divulgação feita pelos próprios membros do Arquivo Nacional que não só se encarregaram de divulgar a exposição para o público visitante como também para os seus próprios funcionários. Também neste dia, aproveitando a presença de dois grupos de estudantes vindos de escolas distintas para conhecer as instalações do Arquivo, fizemos com eles a vista guiada que causou reações muito interessantes.

Anúncios
Esse post foi publicado em Rio de Janeiro. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s