Oficina de Arpilleras com militantes de movimentos sociais em BH

No dia 19 de maio às 10h00 se realizou a primeira oficina em BH, com a participação de 8 (oito) pessoas, a maioria delas militantes de movimentos sociais.

Num primeiro momento, fizemos uma visita guiada da  Exposição e finalizando a visita Roberta Bacic apresentou um vídeo filmado em Zimbábue, com mulheres de um povoado que foi destruído pelos  militares e as mulheres ficaram sem nenhum tipo de proteção oficial. Neste lugar, se realizou um trabalho com arpilleras para  que essas mulheres pudessem contar sua historia. Essa Arpillera já foi exposta e vista por muita gente  em diversos lugares do mundo.

Todas as oito mulheres presentes na oficina trabalharam em uma só Arpillera.  O tema que escolheram foi a desigualdade social, colocando ênfase no despejo de um bairro de BH que foi realizado pela PM nos últimos dias. A oficina demorou mais do que o normal porque as participantes gostaram muito do trabalho e desejavam concluir a Arpillera com muitos detalhes. A oficina se estendeu  de 10 às 15 horas.

Anúncios
Esse post foi publicado em Belo Horizonte. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s